Cartao de Credito

Entenda Como Funcionam os Módulos de Segurança

Assim como as agências bancárias precisam de profissionais da área de segurança, portas blindadas e cofres, os bancos online também necessitam de estratégias de proteção. Claro que na internet não é possível colocar um segurança armado protegendo a página do banco, mas existem tecnologias que buscam impedir fraudes no mundo virtual.

Uma dessas ferramentas é chamada de módulo de segurança. Trata-se de uma espécie de programa que é instalado no seu computador para proteger as transações de possíveis malwares. Cada banco adota uma tecnologia diferente, mas a ideia é sempre ampliar a segurança do usuário. Afinal, hoje em dia, não podemos descuidar da segurança, nem mesmo em casa, no próprio computador.

Será que é seguro?

Módulo de Segurança

Módulo de Segurança

Apesar da proposta de maior segurança, muitos questionam a real validade dos módulos de segurança. A algum tempo atrás, o Banco do Brasil foi acusado por seus clientes de invasão de privacidade, por exigir o acesso a vários dados pessoais na instalação do módulo. Em contrapartida, o banco garantiu que só acessa os dados necessários para impedir que os usuários acessem páginas falsas na internet. Há também quem questione a eficácia dos Java Applets usados pelos bancos, pois existem vários indícios de falhas graves nesse tipo de sistema.

Contudo, na maioria das vezes, os módulos de segurança funcionam bem e permitem o acesso segura ás páginas dos bancos.

Os Bancos

No Brasil, não existe uma regulamentação específica para os recursos de segurança usados pelos bancos. Assim, cada instituição decide qual tecnologia será adotada. Vale lembrar que elas são as responsáveis por garantir que nada de errado ocorra quando o cliente acessa o banco pela internet e, por isso, buscam encontrar diferentes soluções de proteção. Veremos abaixo quais são os programas usados por alguns dos maiores bancos do país.

Banco Itaú

O Banco Itau utiliza um plug-in chamado de guardião (clique para instalar no seu computador ou dispositivo móvel). Segundo o banco, o dispositivo, de uso obrigatório, é ativado sempre que o cliente acessa a página do Itaú 30 horas na internet e funciona como uma blindagem contra programas maliciosos.

Bradesco

O Bradesco também faz uso de senhas, criptografias e softwares acoplados ao navegador para dar mais segurança aos clientes que optam pelo banco online. Além disso possui um cartão chamado de “Chave de Segurança”, que é solicitado a cada vez que o cliente acessa o site. Clique aqui para saber mais sobre o componente de segurança do Bradesco.

Banco Santander

Para fazer transações online no Santander, o cliente precisa ativar o Cartão de Segurança Online. A instalação do módulo de proteção (acesse 0 link para conhecer melhor sobre a ferramenta e instalá-la em seu navegador) não é obrigatória, mas é recomendada pelo banco.

Caixa Econômica Federal

Assim como os demais bancos, a Caixa Econômica Federal também disponibiliza o Módulo Adicional de Segurança para impedir que programas maliciosos capturem dados bancários dos clientes. Clique aqui para instalar o sistema em seu computador.



Não encontrou o que procurava?

Custom Search

Deixe um comentário!

Se você gostou do post, ou não, mas tem algo a comentar, por favor, preencha o formulário abaixo. Pedimos apenas que cuide da escrita e não escreva nada ofensivo.

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório, mas não divulgado)

Mensagem

Cartão e Crédito RSS

Cartão e Crédito em seu e-mail!

Cadastre-se e fique atualizado sobre os cartões de crédito.

Fechar Cartão e Crédito