Cartao de Credito

O que é e como funciona o TED bancário: limites e compensação

O que você faria se precisasse transferir dinheiro para uma pessoa que tem conta em um banco diferente do seu? Ainda hoje, muita gente opta por fazer um depósito diretamente na agência da outra instituição financeira, mas existe um jeito bem mais prático de realizar a mesma transação.

Estamos falando da Transferência Eletrônica Disponível, conhecida pela sigla TED. Esse serviço, que começa a se tornar popular entre os brasileiros, possibilita o envio de dinheiro entre bancos diferentes de forma rápida e prática.

Para quem não sabe, a TED funciona de modo muito semelhante a uma transferência entre contas do mesmo banco. A única diferença está nos dados que você precisará informar. Para transferir dinheiro para uma conta no mesmo banco, apenas a agência e a conta costumam ser suficientes. Já para fazer uma TED, será preciso informar também o CPF/CNPJ do beneficiário e o número do banco para onde o dinheiro irá.

Limites Para a TED

TED Bancário

Conheça os limites e o prazo de compensação da TED

Quando a TED foi criada, em 2002, o valor mínimo para transferência era de R$5 milhões. Porém, como passar do tempo, essa operação bancária mudou bastante, tendo limite cada vez menor. Em janeiro deste ano, ficou decidido que o valor mínimo seria de apenas R$0,01 e não há um valor máximo. Assim, qualquer transferência para outros bancos, independente da quantia, pode ser feita por meio da TED.

Os únicos limites possível são aqueles estabelecidos pelos bancos para transações feitas em caixas eletrônicos, internet banking, atendimento telefônico e aplicativos para celular. Nesses casos, é importante que você consulte as normas do banco no qual você tem conta para saber se existem valores máximos para a TED.

Que Dia Cai?

Um grande diferencial da TED é o tempo de compensação. Na verdade, a transação não passa pela compensação física do banco, porque o procedimento é totalmente feito de forma eletrônica. Com isso, o prazo para que o dinheiro caia na conta do beneficiário é o menor possível. Na maior parte das vezes, a transferência é quase que instantânea, ficando disponível para quem recebe logo após a solicitação. Porém, caso haja problemas, o banco poderá resolver no decorrer do dia útil em que a solicitação foi feita.

O DOC, que também serve para transferir dinheiro entre bancos diferentes, possui um tempo de compensação maior. Ao fazer esse tipo de operação, o valor só ficará disponível na conta no próximo dia útil.

Outras Informações

  • Lembre-se sempre que será solicitado o número do banco ou da instituição financeira que receberá a transferência;
  • Tenha em mãos o CPF ou CNPJ do beneficiário, além do número da conta e da agência;
  • Se os dados informados estiverem errados, o procedimento de transferência será cancelado e o valor devolvido para sua conta;
  • Nos casos de cancelamento por erro do cliente, não será devolvido o valor cobrado pela transferência (quando se aplica);
  • As contas digitais não cobram por TEDs feitas em canais eletrônicos, ou seja, nos terminais de autoatendimento (caixas eletrônicos e internet banking);
  • Agora que não existe mais limite mínimo para fazer uma TED, ela é mais interessante que o DOC porque fica disponível no mesmo dia.



Por: Emília Silva. Categoria: Bancos // Tags: , , , , , , ,

Não encontrou o que procurava?

Custom Search

Deixe um comentário!

Se você gostou do post, ou não, mas tem algo a comentar, por favor, preencha o formulário abaixo. Pedimos apenas que cuide da escrita e não escreva nada ofensivo.

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório, mas não divulgado)

Mensagem

Cartão e Crédito RSS

Cartão e Crédito em seu e-mail!

Cadastre-se e fique atualizado sobre os cartões de crédito.

Fechar Cartão e Crédito