Cartao de Credito

Principais produtos bancários

Os bancos são imprescindíveis para o funcionamento da economia atual. A função principal dessas instituições é intermediar as transações financeiras entre os diversos agentes da economia, oferecendo serviços tanto para quem precisa de crédito, quanto para quem deseja investir o seu dinheiro. Traduzindo de uma maneira simples, os bancos administram grandes quantidades de dinheiro, investindo o capital de pessoas e empresas que possuem reservas, bem como emprestando dinheiro para os que precisam de crédito.

Dessa forma, o capital circula entre as diferentes esferas da sociedade, possibilitando que a economia do país cresça. Alguém que tem recursos sobrando, aporta dinheiro em um banco que, por sua vez, capta indivíduos que precisam de crédito para o consumo ou para reinvestir em seu negócio. Nestes dois casos, se o crédito for bem controlado, fazem a economia crescer e é benéfico para todos, pois gera mais riquezas para o país.

Assim, os bancos são responsáveis por oferecer produtos e serviços financeiros para todo o tipo de pessoas. Os que necessitam de crédito, encontram serviços como empréstimos, financiamentos, cheque especial e cartão de crédito. Já quem deseja investir seu dinheiro, pode contar com a caderneta de poupança, fundos de investimento e planos de previdência privada.

Além desses produtos, os bancos também costumam disponibilizar outros, como seguros, títulos de capitalização e consórcios.

Conta Corrente

Produtos Bancários

Produtos Bancários

A conta corrente é um dos principais produtos bancários, utilizado para movimentação do dinheiro no dia a dia. Através desta conta, o cliente pode receber pagamentos, fazer transferências, depósitos, realizar saque e consultar o seu saldo. Normalmente é a porta de entrada para as relações entre o banco e seus clientes. Ao adquirir uma conta corrente em determinado banco, é fundamental que se conheça as tarifas praticadas e o pacote de operações vinculado a esse tipo de conta, para evitar gastos adicionais.

Conta Poupança

A conta poupança funciona como uma forma de investimento, na qual seu dinheiro rende mensalmente. O rendimento na poupança é relativamente baixo, mas muito seguro, o que torna esta opção atraente.

A caderneta de poupança serve como um fundo reserva, para você recorrer quando houver necessidade ou para juntar certa quantidade de dinheiro em um determinado período de tempo. O ideal é que se deposite uma quantia mensal e deixe o montante render sem fazer muitas movimentações nesse tipo de conta.

Cartão de Crédito e Débito

O cartão de débito serve para que você realize movimentações em sua conta corrente. Com ele, é possível realizar compras de um modo simples e prático. Você passa o seu cartão na hora de efetuar pagamento, libera a transação com sua senha única e o valor é debitado automaticamente de sua conta corrente. Dessa forma, o uso do cartão de débito evita que você ande com grandes quantidades de dinheiro, garantindo mais segurança para o consumidor.

O cartão de crédito é uma forma de pagamento que funciona como um crédito pré-aprovado. Com ele, o cliente tem um limite disponível para gastar durante o mês e pode pagar suas contas em até 40 dias sem cobrança de juros. Mas para que o cartão de crédito seja vantajoso, é importante que o cliente quite sempre o valor total da fatura e não atrase o pagamento.

Cheque Especial

O cheque especial é uma espécie de crédito pré-aprovado que está vinculado à sua conta corrente. Quando utiliza este serviço, é como se estivesse pegando um empréstimo com o banco, a juros bastante altos. Se não houver dinheiro em sua conta corrente e você realizar alguma transação, o valor será retirado automaticamente do cheque especial. Quando alguma renda for depositada na conta, parte dele será retirado para cobrir o valor devido, mais os juros sobre o empréstimo. Por isso, o uso do cheque especial deve ser feito com muito cuidado.

Previdência Complementar

Os planos de previdência complementar servem para que você invista dinheiro a longo prazo. Em geral, são utilizados para complementar os benefícios do INSS quando o indivíduo se aposenta ou para adquirir algum bem no futuro. Nesse tipo de plano, o cliente decide quanto irá investir e quando receberá o valor corrigido. Os planos de previdência privada são uma boa forma de planejamento financeiro, pois garantem alguma assistência financeira com o passar dos anos.

Fundos de Investimento

Além da poupança,o banco oferece diversas opções de investimentos como os fundos. Estes podem ser em Renda Fixa, Crédito Privado, Multimercado, Ações etc. É uma alternativa que o correntista tem de investir seu dinheiro prevendo rendimentos maiores que a poupança, obviamente, correndo algum risco. Por estes produtos, o banco cobra uma porcentagem do valor investido a título de taxa de administração de forma a pagar profissionais capacitados a encontrar oportunidades no mercado financeiro para potencializar os rendimentos.

Fique sempre atento às lâminas e prospectos dos fundos para entender se se adéquam a seu perfil.

Financiamento

Os financiamentos são uma forma de se adquirir algum bem pela qual não se tem o valor integral no momento da compra. Pode ser uma casa, um carro, um eletrodoméstico ou mesmo um serviço. Em todos os casos, o banco oferece pagar pelo bem aceitando uma certa quantia de juros sobre o valor emprestado e, claro, uma garantia. Por exemplo, ao financiar um carro ou uma casa, o próprio bem comprado funciona como garantia de quitação. Nesses casos, os valores dos juros são mais baixos.

Os empréstimos pessoais e outros créditos instantâneos são mais caros justamente por não conter garantias claras de pagamento.

Consórcios

Os consórcios são uma alternativa de adquirir um bem a qual não se tem dinheiro mas que também não há urgência. Imagine que, sendo solteiro, você queira comprar um imóvel mas não precisa deixar o conforto da casa de seus pais. Nesse caso, juntar-se-ia a um consórcio que, quando fosse contemplado, poderia adquirir este bem. A grande vantangem é que, como não há um desembolso direto do banco para o bem, não há cobrança de juros, apenas uma taxa de administração.

É importante que os bancos sirvam para melhorar a vida das pessoas, e não o contrário. Nesse sentido, é fundamental que os clientes conheçam os diferentes produtos oferecidos pelo banco, que exista transparência nas taxas cobradas e que a contratação desses serviços seja feita de forma consciente.



Não encontrou o que procurava?

Custom Search
1 Comentário
  1. Raquel  em 6/12/2012: 11:22

    muito bom, gostei dar pra entender um pouco.

Deixe um comentário!

Se você gostou do post, ou não, mas tem algo a comentar, por favor, preencha o formulário abaixo. Pedimos apenas que cuide da escrita e não escreva nada ofensivo.

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório, mas não divulgado)

Mensagem

Cartão e Crédito RSS

Cartão e Crédito em seu e-mail!

Cadastre-se e fique atualizado sobre os cartões de crédito.

Fechar Cartão e Crédito