Cartao de Credito

Custos dos Principais Cartões de Crédito do Brasil

A Proteste realizou um levantamento com os vinte principais cartões de crédito utilizados pelos brasileiros. Na pesquisa, a instituição de proteção ao consumidor analisou os custos desses produtos, levando em consideração a cobrança de anuidade e os juros do crédito rotativo.

Os resultados revelam uma diferença surpreendente entre os valores, dependendo da marca e do cartão escolhido. Em relação aos juros do crédito rotativo, a variação é de até 600%. Quanto à cobrança de anuidade, os valores ficam entre zero e R$216,00. Como é possível observar, os custos variam bastante e podem pesar no bolso do consumidor.

Custos do Cartão

Custos do Cartão

Cartões Mais Caros

De acordo com o levantamento, os juros, incluindo crédito rotativo, IOF, seguros e outras cobranças, vai de 93% a 654% ao ano. Os cartões mais caros geralmente são os que podem ser solicitados por quem está negativado ou não tem conta bancária. Nesses casos, os credores elevam o valor das taxas para compensar o risco de inadimplência.

Por isso, os produtos disponibilizados pelas financeiras têm custo mais alto. O estudo feito pela Proteste aponta os três cartões mais caros: Hipercard (654% ao ano), Ibicard (620% ao ano) e Losango (556% ao ano).

Cartões Mais Econômicos

Seguindo a mesma lógica, os cartões com taxas mais baratos são os voltados para um público de maior renda, quando a garantia de recebimento é maior e os índices de inadimplência menores. Assim, os cartões de crédito internacionais tender a custar menos ao cliente.

No estudo, os produtos que revelaram juros reduzidos em relação aos demais cartões foram: Caixa Turismo Internacional (93,39% ao ano), Ourocard (94,49% ao ano) e Itaucard 2.0 Nacional ou Internacional (100,99% ao ano).

Vale lembrar ainda que a cobrança de anuidade pode ser maior para esses cartões. Por isso, é importante que o cliente avalie bem todos os custos e, sobretudo, negocie diretamente com o banco descontos e melhores condições de pagamento.



Não encontrou o que procurava?

Custom Search
1 Comentário
  1. Arionaldo carvalho da Silva  em 13/08/2013: 23:00

    Não entendo é como uma pessoa que tem uma renda baixa chegue pagar mais. Não seria melhor inverter essa situação, assim as pessoas teriam mais acesso há um cartão.

Deixe um comentário!

Se você gostou do post, ou não, mas tem algo a comentar, por favor, preencha o formulário abaixo. Pedimos apenas que cuide da escrita e não escreva nada ofensivo.

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório, mas não divulgado)

Mensagem

Cartão e Crédito RSS

Cartão e Crédito em seu e-mail!

Cadastre-se e fique atualizado sobre os cartões de crédito.

Fechar Cartão e Crédito