Cartao de Credito

Como escolher um plano de saúde

Escolher um bom plano de saúde é parte fundamental do planejamento financeiro. Contudo, a decisсo correta depende de muita paciência e algum conhecimento sobre o assunto. O plano top de linha pode não atender às suas necessidades, ao mesmo tempo que um modelo mais básico nem sempre é o mais indicado. Por isso, antes de optar por um plano de saúde, é importante analisar bem o que é que você precisa e pesquisar todas as possibilidades disponíveis no mercado.

O Que Observar

Alguns itens do plano de saúde devem ser observados antes da escolha definitiva, como:

  • Tipo de plano;
  • Preço;
  • Cobertura;
  • Número de hospitais e clínicas conveniados;
  • Serviços adicionais;
  • E custo benefício do plano.

Também é importante lembrar que um plano de saúde nem sempre vale o que custa. Ou seja, escolher o modelo mais caro não significa que você estará amparado em todas as situações. Os planos top de linha podem incluir serviços especiais, como: salas VIPs em hospitais, atendimento internacional, cobertura de vacinas, dentre outros. Sendo assim, a decisão vai depender do quanto você pode gastar e quais serviços pretende utilizar.

Tipos de Planos de Saúde

De um modo geral, os planos de saúde se dividem em quatro tipos principais:

Ambulatorial: oferece cobertura ilimitada para exames e consultas médicas, tanto em consultórios quanto em ambulatórios. Esse modelo não dá direito a internações e outros tipos de procedimentos hospitalares.

Hospitalar: cobre internações e procedimentos hospitalares complementares, incluindo os casos em que há necessidade de internação no UTI. Os planos hospitalares não contemplam consultas e exames realizados fora do hospital.

Hospitalar com obstetrícia: além dos serviços cobertos pelo plano hospitalar, esse modelo oferece acompanhamento pré-natal, parto e assistência ao recém nascido.

Referência: é o modelo mais completa, que cobre todos os procedimentos mencionados acima.

Os planos de saúde também sсo categorizados por grupos: individual, familiar, empresarial ou coletivo. Os planos do grupo individual são geralmente mais caros que os demais e podem ser utilizados por pessoas que vivem sozinhas. Já os planos familiares são voltados para um número maior de pessoas, mesmo que não exista grau de parentesco entre elas, e podem sair mais em conta. Os planos empresariais, por seu turno, são aqueles pagos, totalmente ou parcialmente, por uma empresa para beneficiar os seus funcionários. E, por fim, os planos coletivos se destinam a entidades de classe, tal como sindicatos e associações.

ANS

ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar

A Melhor Escolha

A Agência Nacional de Saúde Suplementar regulamenta o funcionamento de todos os planos de saúde. A dica é visitar o site da ANS (ans.gov.br) antes de escolher qualquer operadora. Lá você encontra informações sobre os planos, além do número de reclamações e qualificações de cada uma das operadoras registradas.



Não encontrou o que procurava?

Custom Search

Deixe um comentário!

Se você gostou do post, ou não, mas tem algo a comentar, por favor, preencha o formulário abaixo. Pedimos apenas que cuide da escrita e não escreva nada ofensivo.

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório, mas não divulgado)

Mensagem

Cartão e Crédito - Temas para WordPress by DBT.
Cartão e Crédito RSS

Cartão e Crédito em seu e-mail!

Cadastre-se e fique atualizado sobre os cartões de crédito.

Fechar Cartão e Crédito