Cartao de Credito

Vale a Pena Morar de Aluguel ou financiar um imóvel?

As despesas com moradia podem comprometer grande parte da renda mensal de uma pessoa. Segundo especialistas, o gasto com aluguel não pode ser superior a 30% dos ganhos a fim de manter a estabilidade do orçamento. Porém, com os preços altos dos aluguéis e o salário baixo dos trabalhadores, fica difícil se manter dentro dessa faixa, principalmente nas grandes capitais. Eu mesmo gasto hoje mais de 40% da minha renda com aluguel, o que deixa o orçamento bem apertado.

Diante desse quadro, surge a dúvida: é melhor alugar ou financiar um imóvel próprio? Num primeiro momento, a compra de um imóvel parece ser sempre a opção mais vantajosa, pois o dinheiro é investido em um bem que ficará para o indivíduo. No entanto, quando refletimos um pouco mais sobre a questão, outros pontos surgem para complexificar essa decisão. Ela não é tão simples quanto parece e a escolha pode depender de vários fatores que vão desde o financeiro até o emocional

Quando o Aluguel Compensa?

Existem situações em que o aluguel pode valer a pena, dependendo, é claro, das condições de cada pessoa. Quem tem um bom montante guardado para dar de entrada em um financiamento, por exemplo, precisa pensar se investir esse em dinheiro em uma aplicação segura rentável não é mais vantajoso. Nesse tipo de situação, é comum que o rendimento do dinheiro aplicado possa, em algum tempo, cobrir o valor do aluguel e ainda possibilitar a compra de um imóvel à vista, com desconto.

Coloque os custos com moradia na balança

Coloque os custos com moradia na balança

Morar de aluguel, mesmo sendo um gasto elevado, também pode ser uma boa opção para quem precisa de maior mobilidade e não sabe muito bem como será seu futuro. No início da vida profissional, será que devemos nos fixar em um imóvel ou aproveitar possibilidades de mudança? É importante refletir por quanto tempo você pretende morar no mesmo lugar, pois um financiamento dificulta mudanças. Se alguém tem um companheiro de outra cidade, em qual cidade investir no imóvel? A própria, a do namorado ou, ainda, uma terceira cidade entre as duas.

Para quem consegue economizar, morar de aluguel por um tempo traz a possibilidade de uma poupança para aquisição do imóvel com preço menor num momento mais oportuno. Acontece que o valor da prestação de um financiamento, cujo juros estão embutidos nela, tornam o imóvel muito mais caro no longo prazo. Quem quer economizar dinheiro deverá optar pelo aluguel, por menos intuitivo que isso pareça. Não é verdade que, ao pagar um financiamento, você está pagando o que é seu. No fim das contas, você estará pagando aluguel sobre o dinheiro tomado de empréstimo para o banco.

O que vemos aqui é que prevalece as prioridade de cada pessoa. Se ter uma casa é a sua prioridade, pense sobre as melhores estratégias para adquirir um imóvel. Para quem tem outros objetivos mais importantes, a organização financeira pode levar para outros caminhos.

O fator psicológico é extremamente importante. Esquecendo a questão do financiamento, observe que a sensação de estar em um local próprio é muito satisfatória. Você fica livre para customizar seu lar como bem entender. Você não terá muitas surpresas tampouco dependerá da vontade de terceiros para ter sossego em sua casa. Um imóvel financiado também oferece conforto e segurança ao casal e seus filhos.

Dicas para a melhor escolha:

  • Pense sobre seu perfil, ou seja, quais são suas preferências, expectativas para o futuro e necessidade de estabilidade;
  • Antes de optar por um financiamento, veja bem quais são os custos totais da operação financeira, principalmente se você não tem dinheiro para uma boa entrada;
  • Tenha sempre em mente que a compra de um imóvel pode ser melhor negociada em transações à vista ou com entrada alta;
  • As mudanças recentes no financiamento imobiliário oferecida pela Caixa junto com o período de oscilação da economia, que devem ser seguidas por outros bancos, torna as compras de imóveis financiados menos interessantes, por outro lado, quem tem dinheiro a vista pode se beneficiar;
  • É importante manter os gastos com aluguel dentro de uma linha aceitável, preferencialmente nos 30% da renda recomendados;
  • Quem tem um bom controle sobre as próprias finanças tem mais ferramentas para tomar uma decisão desse tipo.



Por: Emília Silva. Categoria: Dicas // Tags: , , , ,

Não encontrou o que procurava?

Custom Search

Deixe um comentário!

Se você gostou do post, ou não, mas tem algo a comentar, por favor, preencha o formulário abaixo. Pedimos apenas que cuide da escrita e não escreva nada ofensivo.

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório, mas não divulgado)

Mensagem

Cartão e Crédito RSS

Cartão e Crédito em seu e-mail!

Cadastre-se e fique atualizado sobre os cartões de crédito.

Fechar Cartão e Crédito