Cartao de Credito

Crise econômica e Cartão de Crédito

Não se houve falar de outra coisa ultimamente. Bancos pedem grandes somas de auxílio aos governos para não quebrar, empresas que todos julgavam sólidas estão às portas da falência, férias coletivas quando não há demissões em massa. Não é preciso repetir todo esse quadro sombrio que os telejornais pintam todos os dias sobre a economia mundial.

Crescimento no setor dos cartões em 2008

Vivemos, de fato, um momento preocupante, mas nada de exageros. Crises vêm e vão e o mundo continua. Na verdade acho que é preciso que pensemos em outras coisas e não somente nessas profecias de catástrofe. Um bom exemplo de assuntos interessantes que estão relacionados à crise econômica e que não se tem falado muito a respeito é o crescimento dos cartões de crédito.

Crescimento

Como no Brasil a perda de postos de trabalho foi muito pequena, o brasileiro continua com dinheiro para consumir. E com o Natal e o fim de Ano chegando, é isso mesmo que ele tem feito. Com o consumo de fim de ano aumentando e o crescimento do uso do cartão no Brasil, as empresas de cartão esperam obter um crescimento considerável em seu faturamento em 2008.

Conforme foi publicado pelo InfoMoney, o diretor de Marketing de Cartões do Banco Itaú, Fernando Chacon está confiante

A despeito do cenário de crise que se apresentou nos últimos três meses, mesmo com ela, os cartões cresceram acima de 20% em faturamento. Não só fechamos a expectativa de crescimento de 22,1% no ano em faturamento como este será o melhor Natal da indústria de cartões de crédito

Por que o setor dos cartões se saiu bem, apesar da crise?

Em primeiro lugar temos o crescimento do numero de cartões por pessoa (que hoje atinge quase 3 cartões por brasileiro economicamente ativo). Temos também como razão para o crescimento da preferencia que os consumidores têm dado às operações com o cartão. O brasileiro tem se sentido mais à vontade para utilizar o dinheiro de plástico e começa a deixar de lado os cheques, especialmente nas compras à prazo.

E o crescimento do numero de cartões e aumento na utilização foi tão grande a ponto de superar a diminuição do consumo? O que acontece é que no Brasil, ao contrário dos Estados Unidos, o desemprego tem se mantido estável, e onde há emprego há geração de renda. Uma vez que o brasileiro tem dinheiro pra gastar, tudo se encaixa com o aumento no consumo próprio do fim de ano.

Então, a despeito da crise, podemos de dizer as empresas de cartão de crédito vão muito bem!



Não encontrou o que procurava?

Custom Search

Deixe um comentário!

Se você gostou do post, ou não, mas tem algo a comentar, por favor, preencha o formulário abaixo. Pedimos apenas que cuide da escrita e não escreva nada ofensivo.

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório, mas não divulgado)

Mensagem

Cartão e Crédito RSS

Cartão e Crédito em seu e-mail!

Cadastre-se e fique atualizado sobre os cartões de crédito.

Fechar Cartão e Crédito