Cartao de Credito

Credit Scoring

Pensemos no seguinte exemplo: um amigo quer um dinheiro emprestado, mas você sabe que ele não pagou o último empréstimo que fez, está em dívida com o banco e não mantém as próprias contas em dia. Nesse caso, a chance de você emprestar dinheiro para essa pessoa é pequena, já que dificilmente verá o dinheiro de volta. Os bancos e financeira seguem um raciocínio semelhante. Quando contratamos um cartão, um empréstimo ou qualquer outra forma de crédito, é comum que o banco ou financeira faça uma análise de crédito. A partir dessa análise é possível avaliar o risco da operação, através do perfil e do histórico financeiro do tomador de crédito. Isso quer dizer que a aprovação ou não do crédito depende de como o cliente é visto: bom ou mau pagador.

Modalidades da análise de crédito

Existem várias formas de fazer a análise de crédito:

Pontuação de crédito

Análise de crédito: credit scoring

  • Análise cadastral: são consultadas as informações fornecidas pelo cliente para medir o risco do crédito;
  • Análise de idoneidade: consulta ao SPC, Serasa e outros, para verificar a idoneidades do cliente no mercado;
  • Análise financeira: análise da renda total do cliente e possibilidade de pagamento do valor de crédito solicitado;
  • Análise de relacionamento: verifica-se o histórico das relações entre cliente e credores;
  • Análise patrimonial: conhecimento das posses do cliente, que possam assegurar o recebimento do valor creditado;
  • Análise de sensibilidade: análise da situação econômica no país, a fim prever acontecimentos que possam aumentar os níveis da inadimplência.

Outro método normalmente utilizado para a análise de crédito é o credit scoring, ou em bom português, pontuação de crédito.

Credit Scoring

O credit scoring consiste em uma análise estatística do risco de crédito, com o objetivo é conhecer o perfil do cliente e estimar a possibilidade de cumprimento da dívida. O método é bastante utilizado por operadoras de cartão de crédito e instituições financeiras em geral para a concessão de crédito. Para tanto, vários fatores são analisados, como

  • histórico de pagamentos;
  • utilização de crédito;
  • estabilidade profissional;
  • estado civil;
  • renda mensal;
  • profissão;
  • valor da prestação;
  • prazo para pagamento, entre outros.

A partir da junção e análise dessas informações, a instituição financeira estabelece um indicador final, ou seja, uma pontuação de crédito para o cliente, que pode variar entre 300 e 850. Quanto maior for a pontuação, maior a probabilidade de cumprimento da dívida. Isso quer dizer que um cliente com indicador alto, próximo a 850, tem mais chances de adquirir crédito no mercado e melhores condições na concessão desse crédito.

Em termos gerais, o método credit scoring avalia a confiabilidade de quem solicita crédito no mercado. Por isso, quem precisa de acesso ao crédito pode procurar formas de melhorar sua pontuação. O ideal é evitar a inadimplência, mantendo as contas sempre em dia. Dessa forma, as instituições financeiras entendem que se trata de um pagador confiável, que honrará suas dívidas.

 



Não encontrou o que procurava?

Custom Search

Deixe um comentário!

Se você gostou do post, ou não, mas tem algo a comentar, por favor, preencha o formulário abaixo. Pedimos apenas que cuide da escrita e não escreva nada ofensivo.

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório, mas não divulgado)

Mensagem

Cartão e Crédito RSS

Cartão e Crédito em seu e-mail!

Cadastre-se e fique atualizado sobre os cartões de crédito.

Fechar Cartão e Crédito